Menu Principal

Home / O Departamento / Breve Histórico

Breve Histórico do Departamento

 

O Departamento de Engenharia Civil (DEC) da UFV foi criado pela Portaria no945/78, de 3 de outubro de 1978. Os cursos de Engenharia de Agrimensura e Engenharia Civil foram implementados antes da criaçãodo DEC, graças ao esforço do professor José Aníbal Comastri, que foi o primeiro chefe do Departamento, de 1977 a 1982.

O DEC, neste espaço de tempo na Instituição, tem desenvolvido trabalhos em áreas que podem ser consideradas de ponta em Minas Gerais e no Brasil.

Em 1976, a UFV criou o curso de graduação em Engenharia de Agrimensura e, no ano seguinte, o de Engenharia Civil, visando alcançar o padrão de pessoal, laboratório e biblioteca das escolas de engenharia tradicionais do País. A quase totalidade do corpo docente do DEC conta hoje com título de mestre ou doutor.

Dos pontos mais importantes de sua atuação, podem-se destacar a criação e a consolidação dos cursos de Engenharia Civil e de Engenharia de Agrimensura. Esses cursos são, desde muito tempo, pontos de referência, colocando-se, apesar da sua curta existência, ao nível dos similares nacionais.

Dentre os critérios normalmente utilizados na avaliação desses cursos, citam-se a demanda anual, a grande aceitação dos profissionais egressos, as avaliações procedidas anualmente por organismos privados e públicos, por meio da avaliação dos profissionais egressos dos cursos do DEC, e também a participação dos docentes em atividades técnicas das áreas de estudo. A participação dos profissionais em empresas públicas e privadas e sua atuação nas atividades profissionais empresariais autônomas, individuais ou coletivas, como também o grande número de ex-alunos que se têm destacado em diversos cursos de pós-graduação do País, demonstram o bom caminho que o DEC está seguindo.

Merece destaque, também, a criação do curso de Arquitetura e Urbanismo da UFV – parte integrante do DEC até muito pouco tempo (1992) – atualmente lotado no Departamento de Arquitetura e Urbanismo, dando ênfase aos aspectos urbanos e paisagísticos das pequenas e médias cidades.

A vontade política da Instituição e a constante busca de avanço técnico do corpo docente resultaram na criação de um programa de mestrado, com área de concentração em Geotecnia, que se iniciou em março de 1991. Praticamente todos os trabalhos de pesquisa desse curso têm focado problemas regionais, direcionando para estes suas linhas de pesquisa.

O Setor de Engenharia de Agrimensura oferece praticamente todas as disciplinas profissionalizantes do curso de Engenharia de Agrimensura. Oferece também disciplinas para os cursos de Engenharia Agrícola, Engenharia Florestal, Agronomia, Arquitetura, Zootecnia e Engenharia Civil.

Para avaliar a visão dada por seu corpo docente com relação à pesquisa e à sua importância como motivadoras do ensino e complemento da formação dos alunos, basta citar o número de bolsas de iniciação científica e de aperfeiçoamento ora concedido pelos órgãos de fomento à pesquisa ao DEC, situando o no mesmo patamar dos departamentos mais antigos e consolidados da UFV. Nesse contexto, com certeza, esse é um dos dados mais relevantes, pois permite a participação dos alunos de graduação no processo de aprendizagem, como também no aprimoramento de novas tecnologias e produtos empregados nas obras e serviços da área tecnológica.

As áreas e linhas de pesquisa, de modo geral, estão voltadas para áreas prioritárias do desenvolvimento brasileiro como recuperação de áreas degradadas; tratamento do lixo urbano; reciclagem e compostagem; reaproveitamento de resíduos provenientes das indústrias, na melhoria dos solos; desenvolvimento de tecnologias alternativas para a construção de casas populares; tratamento e reforço de solos para obras e, ou, regiões de difícil construção; estudo dos parâmetros para melhor utilização da geodésia por satélite e ondulação do geóide.

O Setor de Estruturas vem realizando um trabalho de pesquisa de grande importância na área de projeto estrutural assistido por computador. Essa pesquisa, com financiamento da FAPEMIG, possibilitou a montagem do Laboratório de Computação Aplicada à Engenharia Estrutural (LCEE-DEC-UFV), com equipamentos e softwares de última geração.

No Setor de Engenharia de Agrimensura, nos últimoscinco anos, ocorreu substancial evolução do corpo docente devido à capacitação de pessoal, bem como ao ingresso de novos professores.

No entendimento do Setor de Saneamento, o ponto mais relevante tem sido a criação do LESA – Laboratório de Engenharia Sanitária e Ambiental, criado em 1987, o qual é hoje um centro de pesquisa de renome nacional e internacional.

O Setor de Construção Civil tem-se destacado pelo desenvolvimento de novos materiais de construção, reaproveitando sobras de mineração e fazendo com que seja possível pensar em construções mais baratas para habitações populares.

Na área da extensão, deve-se fazer referência ao grande número de trabalhos e assessorias prestadas às regiões vizinhas, tanto no suporte de projetos como no de execução das obras, para órgãos públicos ou privados, permitindo a participação dos estudantes, o que é, por conseguinte, uma forma de permitir o contato com a realidade da profissão.

      Como atividade de extensão, já rotineiras e conveniadas, nas quais participam muitos professores de setores específicos, citam-se as participações destes nos cursos de mestrado e especialização, de outras instituições, como também em escolas técnicas federais.

 

 


Veja Também
Indique esta página a um amigo! Preparar para Impressão

Entrar

Usuário:

Senha:

Lembrar-se



Esqueceu a senha?

Cadastre-se agora.

Pesquisa